Rashid lança “Foco Na Missão”, sua própria label

Rashid Post

Quando Rashid apareceu nacionalmente em 2010 com o EP “Hora de acordar”, ele já tinha alguns grandes nomes do RAP Brasileiro associados ao seu.

Além do Marechal, que está por trás de boa parte da produção do EP e até encerra com algumas linhas, ele já havia participado, em 2008, do álbum “Non ducor duco”, do Kamau, e, em 2009, saiu também na mixtape “Pra quem já mordeu um cachorro por comida, até que eu cheguei longe…”, do Emicida, que viria a se tornar o principal nome da sua geração.

Mesmo que já construísse e idealizasse sua própria caminhada, o rapper sempre enxergou os três como grandes exemplos. Não à toa, ele acaba de segui-los oficialmente no caminho da produção independente.

Enquanto Marechal tem o selo #VVAR, Kamau tem o Plano Áudio e Emicida a Laboratório Fantasma, Rashid chega pra somar com a “Foco na Missão Produções”, uma produtora formada com a equipe que já trampava ao seu lado para gerenciar sua carreira, entre shows, produtos, etc.

“Quem acompanha o trabalho do Rashid, sabe que o bordão ‘foco na missão’ o acompanha desde suas primeiras gravações, em 2008, por isso foi escolhido como nome da empresa, pois as raízes dessa frase já se misturam com as raízes de sua música”, escreveram na nota de lançamento.

A ideia é tornar as coisas um pouco mais profissionais; ter uma marca oficial pode ajudar muito no fortalecimento da presença do artista. Além disso, no futuro, ele poderá produzir e alavancar outros nomes, como principalmente Marechal e Emicida têm feito com seus selos.

O anúncio é também uma confirmação da extinção do selo 3Fs, formado há alguns anos pelo próprio RashidProjotaDJ Caique e Terceira Safra, embora isso já estivesse óbvio quando este criou o Muzikalibre e o segundo assinou com a Universal Music.

Pra completar, junto com o Kamau, o rapper lançou na última quarta-feira (10 de Setembro) o clipe da música “R&K”, do CD colaborativo “Seis Sons”, lançado em maio; a direção esteve a cargo de Rafael Kent, o mesmo do Projeto Studio62.

Fonte: Vai Ser Rimando

MCK apresenta: Rap do Interior [19 de Setembro]

Rap do Interior Bahia

 

As marcas da economia planificada e monopartidarismo que transformaram Luanda no centro das decisões políticas, também se fizeram sentir nos mais diversos aspectos ligados a vida cultural dos povos , mormente na música, onde artistas do interior de “Angola Profunda”, raramente conseguem divulgar sua arte e talento, em plano e cadeia nacional, por não usufruírem das mesmas aberturas, oportunidades e condições que a capital oferece aos agentes culturais.

Tendo em vista, o interesse em dar maior visibilidade a arte que se produz fora do ” Bona”, convidamos Rappers do Huambo, Lubango, Lobito e Malange pra um saudável e inclusivo intercâmbio cultural em Luanda, de modo aprofundar as raízes das causas comuns que defendemos e, partilhamos as mais variadas experiências, segredos, diferenças e sabedoria escondida, nos diversos grupos étnicos que pertencemos.

Como a riqueza de cada povo reside na sua diversidade, unidos mostraremos que Angola não é só Luanda, por intermédio de um exercício de descentralização cultural, entretanto, declaramos aberta a terceira edição da Temporada, ” Rap do Interior”, sexta feira, as 22:30 no Espaço Bahia.
Vens?

MCK – Hino De Um Kunanga (Remixtura com Ikonoklasta) [Vídeo]

MCK acaba de lançar o vídeo da música “Hino De Um Kunanga“, a mesma conta com um verso adicional de Ikonoklasta e é “mais um daqueles vídeos” feitos por Mata-Frakuz.

A intenção era que este vídeo viesse também incluído na “Pulseira da Rima Honesta” que MCK lançou recentemente mas por constrangimentos de tempo não foi possível concluí-lo a tempo, pois, apesar de ser “um daqueles vídeos”, Ikonoklasta é minimamente criterioso para não fazer algo às 3 pancadas e, parecendo que não, existe aqui algum trabalho de pesquisa, seleção, corte, edição e montagem que requer várias horas de dedicação e alguma minúcia.

Curtam aí o resultado final.